Escola Superior de Educação Politécnico de Coimbra
ESEC Politécnico de Coimbra
A ESEC
Estudar
Investigar / Transferir
Menu secundário
Imagem

Concerto de Natal do Coro Sinfónico Inês de Castro

Terça, 11 Dezembro, 2018

No próximo dia 13 de dezembro 2018, pelas 21h30 no Teatro Académico de Gil Vicente, irá realizar-se o Concerto de Natal pelo Coro Sinfónico Inês de Castro, The Armed Man: Missa pela Paz, de Karl Jenkins.

O concerto está integrado nas Comemorações Oficiais dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e é uma co-organização do Coro Sinfónico Inês de Castro e TAGV, com Alto Patrocínio da Assembleia da República, apoio Câmara Municipal Coimbra.
Bilhetes disponíveis, TAGV, FNAC, BOL.
https://www.bol.pt/…/69636-concerto_de_natal_comem_70o_ani…/
Mais Informações pelo mail: corosinfonicoinesdecastro@gmail.com

// ELENCO
Soprano: Vera Silva
Barítono: Rodrigo Carvalho
Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade
Direção: Artur Pinho Maria

// OBRA
The Armed Man: A Mass for Peace" escrita para o milénio por encomenda ao compositor pelo Royal Armouries Museum, teve a sua primeira apresentação no Royal Albert Hall, em abril de 2000. O lançamento mundial do CD viria a ocorrer a 10 Setembro 2001, véspera dos atentados do 11 de Setembro de 2001, um facto, arrepiante, face ao ideal de PAZ da obra.
Na composição, Jenkins introduziu textos de várias religiões e culturas, harmonizados em onze momentos musicais reveladores do quanto a guerra traz a miséria e destruição ao mundo vivo, qualquer que seja o credo, a nacionalidade, o status social. O carácter ecuménico e universalista desta obra torna-a uma justa celebração dos Direitos Humanos, cuja Declaração Universal da ONU, em 1948, reconheceu como fundamentos éticos de uma sociedade mais justa e pacífica.

De tal forma é pungente esta “Missa pela Paz” de Jenkins, que termina num êxtase de invocação à PAZ MUNDIAL numa mensagem fortemente carregada de esperança escrita no final da partitura. "Better is Peace than always War", canta-se, num final orquestral apoteótico, terminando de seguida num sublime canto a capella "God shall wipe away all tears, and there shall be no more death".
QUE ASSIM SEJA!

‹ Voltar